PERDE MANDATO E É PRESA: ex-deputada Flordelis é transferida para cadeia em Benfica após ser presa no RIO DE JANEIRO!

A ex-deputada federal Flordelis dos Santos de Souza foi transferida, na noite desta sexta-feira, para a Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, na Zona Norte do Rio, como informou a Secretaria estadual de Administração Penitenciária (Seap). Antes, após deixar a Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG), ela passou pelo Instituto Médico-Legal (IML) de Niterói para realizar o exame de corpo de delito. Segundo a Seap, a pastora permanecerá na unidade até que seja realizada a audiência de custódia, que está prevista para este sábado.

Flordelis foi presa no início da noite em casa, no bairro de Pendotiba, Niterói, na Região Metropolitana do Rio. Ela teve a prisão preventiva decretada minutos antes pela juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói. A decisão veio 48 horas depois de o mandato da pastora na Câmara dos Deputados ter sido cassado e após pedido do Ministério Público estadual e do advogado Angelo Máximo, que representa o pai de Anderson do Carmo no processo criminal em que Flordelis responde pela morte do marido.

Flordelis saiu de casa acompanhada da advogada Janira Rocha e escoltada por policiais da DHNSG, responsável pelas investigações sobre a morte do pastor Anderson do Carmo, marido da ex-deputada. Sem máscara, ela segurava uma Bíblia. “Fé em Deus. Amo vocês”, disse a pastora ao entrar na viatura da Polícia Civil. Flordelis vestia um casaco, usava uma faixa nos cabelos e estava de óculos de grau.

Os policiais da DHNSG chegaram à casa de Flordelis por volta das 17h30. Uma viatura ficou estacionada na entrada da casa aguardando a decretação da prisão, o que ocorreu às 18h13. Por volta das 18h30, com o mandado em mãos, eles tocaram a campainha da casa.

Atualmente suspensaPSD prepara expulsão definitiva de Flordelis

Ao serem atendidos por um dos moradores, os agentes informaram que havia um mandado de prisão contra Flordelis. A entrada na casa foi liberada. Já dentro da residência, eles deram voz de prisão à pastora.

Pouco antes de ser presa, Flordelis fez uma transmissão ao vivo nas redes sociais na qual afirmou que “chegou o dia que ninguém desejaria”. Na mensagem de poucos minutos, que continua disponível no perfil, a pastora pede orações aos seguidores:

História: De pastora ‘mãe de 55 filhos’ à cassação na Câmara de Deputados, conheça a trajetória de Flordelis

“Olá, gente. Chegou o dia que ninguém desejaria chegar. Estou indo presa por algo que eu não fiz, por algo que não pratiquei. Eu não sei para quê, mas estou indo com força e com a força de vocês. Orem por mim. Orem, orem. Uma corrente de oração na internet. Busquem a Deus, está bom? Um beijo, amo vocês”, diz Flordelis na gravação.

Na decisão decretando a prisão, a juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce proibiu que Flordelis tenha contato com outros réus no processo, que também estão presos. A magistrada determinou que ela permaneça em uma unidade prisional diferente das demais acusadas — duas filhas da pastora, uma neta e a mulher de um policial militar estão presas acusadas de participação no crime e em um plano para atrapalhar as investigações.

No Conselho de Ética: Único favorável a Flordelis, deputado bolsonarista cita prisão de Daniel Silveira ao justificar voto

Por nota, os advogados Rodrigo Faucz, Jader Marques e Janira Rocha, que defendem Flordelis, lamentaram “a prisão e a exposição desnecessária e cruel feita para satisfazer a mórbida e sórdida parcela da mídia que sobrevive da tragédia e do infortúnio”. No texto, o trio alega que “não há qualquer requisito idôneo” para que a ex-deputada não possa aguardar o julgamento em liberdade. “A prisão é totalmente desnecessária, ilegal, abusiva”, acrescenta a nota.

Não adiantou: Tentando impedir cassação, advogado de Flordelis acusou pastor Anderson de estupro e traição

Os defensores lembraram que, antes mesmo da decisão decretando a prisão, um pedido de habeas corpus, ainda não julgado, foi impetrado junto ao Superior Tribunal de Justiça (STJ): “A situação será completamente revertida”, asseguraram. Os advogados também recordaram um pedido de suspeição da juíza do caso feito pela defesa da pastora.

Sem acordo: Às vésperas de ser cassada, Flordelis afirmou que Lira e aliados descumpriram promessa de ajudá-la a não perder mandato

“De qualquer maneira, Flordelis continuará lutando para provar a sua inocência, assim como confia no Poder Judiciário como garantidor do devido processo legal, com plenitude de defesa e contraditório”, conclui o texto divulgado pelos advogados de Flordelis.

No plenário, Flordelis implora aos deputados: ‘Não me cassem, sou inocente e vão se arrepender’

A pastora foi denunciada como mandante do assassinato em agosto do ano passado e não tinha sido presa porque, como deputada federal, tinha imunidade parlamentar, prevista na Constituição Federal. Com a cassação do mandato e sua publicação no Diário da Câmara dos Deputados, Flordelis deixou de contar com a proteção constitucional. Nesta sexta-feira, o MP pediu a prisão da ex-deputada, argumentando que a deputada cassada tinha tentado diversas vezes interferir nas investigações e no processo.

NESTE PRÓXIMO DOMINGO 15/08/2021 TEM UM IMPERDÍVEL SORTEIO, CONFIRA:

PEÇA, COMPRE E INCOMENDE O SEU RIOCAP PELO TELEFONE: (22) 997448199

APOIO TOTAL E ESPECIAL NO GRUPO K.J. DE COMUNICAÇÃO:

EMPRESAS, PATROCINADORES, COLABORADORES, LOJISTAS, COMERCIÁRIOS, APOIADORES E EMPRESÁRIOS QUE APOIAM O GRUPO K.J. DE COMUNICAÇÃO:

APOIO CULTURAL: ESTE SÃO OS INFLUENCIADORES, PARCEIROS, COLABORADORES E APOIADORES DO GRUPO KÉSSIO JHONIS DE COMUNICAÇÃO:

About Kessio Jhonis 1407 Articles
Este é um site pertencente ao Grupo Késsio Jhonis de Comunicação, onde trabalha com um lema de 'Seriedade e Credibilidade', K.J.Portal de Notícias

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*