FIM DO CORONAVÍRUS: Liberação de EVENTOS, FESTAS e SHOWS com AGLOMERAÇÃO pode depender da criação de vacina contra a Covid-19, diz governo federal

Comitê de saúde do governo de SP disse que megaeventos como Réveillon e Carnaval “têm uma dependência muito grande da situação da vacina”. Total de pacientes internados com suspeita ou confirmação de Covid-19 bateu recorde na terça (14/07/2020) no estado de SÃO PAULO.

O coordenador-executivo do comitê de saúde de São Paulo, João Gabbardo, disse, na terça-feira (14/07/2020), que a realização de grandes eventos no estado, como festas de Réveillon e Carnaval, é um tema que “obviamente tem uma dependência muito grande da situação da vacina”.

Representantes do chamado Centro de Contingência Contra o Coronavírus, comitê de especialistas criado pelo governo estadual para orientar o combate à pandemia, disseram ainda que eventos com entrada controlada podem voltar a ocorrer a partir da fase verde do Plano São Paulo. No entanto, eventos com aglomeração não estão no radar do grupo ainda.

“O centro de contingência já discutiu e aprovou a questão dos eventos, mas são eventos com entrada controlada, com capacidade reduzida, a partir da fase verde. Megaeventos, onde não há controle de quantas pessoas participam e há ,definitivamente, uma aglomeração enorme, não estão na visão, vamos dizer, próxima”, disse Paulo Menezes, atual coordenador do comitê.
O Plano São Paulo regulamenta a flexibilização ou endurecimento da quarentena em todo o estado (veja a situação de cada região).

Menezes disse ainda que eventos de grande porte são algo que o centro de contingência não considera possível nesse momento.

“Serão no mínimo pra fase azul [do Plano S]ao Paulo], e não pra situação que nos temos para as próximas semanas ou meses até. Eu diria que é compreensível a necessidade de planejamento desses megaeventos, mas frente à situação que nós temos hoje da pandemia, da ameaça de transmissão na população aqui no estado de São Paulo, isso não é algo que o centro de contingência considera possível nesse momento”, completou.

Terça-feira de recordes

O estado de São Paulo registrou 417 mortes por Covid-19 na terça-feira (14/07/2020), o segundo maior número desde o início da pandemia. O recorde ocorreu em 23 de junho, com 432 mortes em 24h. O número de novos casos também foi o segundo maior nesta terça, com 12 mil novas notificações.

O total de pacientes internados com confirmação ou suspeita da doença bateu recorde nesta terça: são mais de 15 mil pacientes hospitalizados com Covid-19 nos sistemas público e privado de saúde.

Pacientes em hospital de campanha em Santo André, em São Paulo, em meio à pandemia do coronavírus

O estado também confirmou 12 mil casos novos nas últimas 24 horas. Foram 53.899 casos novos na última semana, o que representa uma média móvel de 7.700 casos novos por dia.

Nos últimos 7 dias, foram registradas 1.849 mortes. Por isso, a média móvel para a última semana é de 264 mortes por dia da doença. É o 48º dia consecutivo com média acima de 200 mortos por dia da doença.

É a terceira vez que SP supera a marca de 10 mil casos confirmados em um único dia desde o início da epidemia. Em 2 de julho foram 12.244 casos confirmados. Em 19 de junho, por causa de um problema de represamento de notificações, o total de registros em um dia foi de 19.030.

Internações e ocupação de UTIs

Segundo dados divulgados pela Secretaria Estadual da Saúde, o estado tem, nesta segunda feira, 6.173 pacientes internados em UTI e 9.116 em enfermaria com sintomas da Covid-19. O total de pacientes internados é de 15.289 pessoas, entre casos suspeitos e confirmados da doença registrados nos sistemas público ou privado de saúde.

O recorde de pacientes internados com coronavírus em SP tinha sido registrado no dia 5 de julho, quando haviam 14.904 pessoas nesta condição.

A taxa de ocupação de leitos de UTI também teve leve alta e foi para 66,2% no estado e 64,9% na Grande São Paulo. Na segunda, os índices eram de 66,1% no estado e 64,7% na Grande São Paulo.

Além das altas hospitalares de pacientes internados com Covid-19, o governo de SP passou a divulgar, desde o início de julho, também o número de recuperados com quadros leves da doença.

Segundo a secretaria, nesta terça são 240.184 pessoas recuperadas da doença no estado. O número contabiliza as 52.988 pessoas que estiveram internadas e receberam alta hospitalar. Ainda de acordo com a pasta, os demais recuperados são pessoas que tiveram diagnóstico positivo da doença, mas não precisaram de internação por apresentarem quadros leves.

APOIO CULTURAL! ESTES SÃO OS GRANDES INFLUENCIADORES E COLABORADORES DO GRUPO KÉSSIO JHONIS DE COMUNICAÇÃO:

EMPRESAS, PATROCINADORES, COLABORADORES, LOJISTAS, COMERCIÁRIOS, APOIADORES E EMPRESÁRIOS QUE APOIAM O GRUPO K.J. DE COMUNICAÇÃO:

EMPRESAS, PARLAMENTARES, EMPRESÁRIOS E LIDERANÇAS QUE VOS DESEJAM UM FELIZ ANO NOVO E UM 2021 DE MUITO SUCESSO REALIZAÇÕES, SAÚDE E PROSPERIDADE À TODOS !

About Kessio Jhonis 1161 Articles
Este é um site pertencente ao Grupo Késsio Jhonis de Comunicação, onde trabalha com um lema de 'Seriedade e Credibilidade', K.J.Portal de Notícias

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*